27 de maio de 2017

Todos nós precisamos de ajustes


Todos nós precisamos de ajustes.
Como o relógio que com o tempo destoa o seu tic-tac.
Como a roupa folgada no corpo da pessoa que emagreceu.
Como a tinta gasta na parede, agora já sem brilho e perde o brio, o destaque.
Como objetos significantes e insignificantes, precisamos de reformas, acertos, remendos.
É preciso parar. Parar em um ponto fixo e olhar tanto para frente quanto para trás. Saber de onde vem e para onde vai.
A verdade é que de muito andar, alguns se perdem pelo caminho ou até deixam de caminhar.
É preciso acertar a sua bússola, descobrir a direção certa para então continuar.
Por muitas vezes nos sentimos desmotivados, sem sonhos, sem objetivos. Não enxergamos valor na nossa vida, e para isso eu digo que é preciso se ajustar e não depender de ninguém.
É preciso arrumar a casa interior, trocar os móveis de lugar, lavar, limpar, polir, faxinar.
É preciso deixar de depender dos outros, de favores, de amores!
É preciso remediar as dores e encontrar soluções para o talvez insolucionável.
Depois de ajustados, arrumados e organizados, precisamos explorar a vida, o mundo, quem sabe até mesmo o universo! Não para se bagunçar de novo, mas para que tenha sido válido toda essa arrumação.
Deixe que te conheçam polido, refeito, ajeitado.
Analise, explore, investigue e procure por mais conhecimentos. Compre e adquira mais objetos para enfeitar a sua casa interior.
Redecore-se.
Se puder nasça de novo, mas convenhamos que isso não é lá tão fácil, mas se julgar necessário renasça.
Se não quiser ser a mesma pessoa, seja outra, seja o que você quiser, mas não deixe de ser!
Seja a brisa da manhã que beija serenamente o rosto da criança, da moça, do jovem, daquela senhorinha ou daquele vovô.
Seja a flor que nasce na primavera a encantar os românticos e observadores da natureza.
Seja o riso da criança ingênua que nos traz a paz em meio ao caos instalado da vida.
Seja sério, sisudo, compenetrado, chegue cedo ou atrasado, mas nunca deixe de ir.
Ajuste-se e seja fundamental.
Ajuste-se e seja especial.
Ajuste-se e deixe que de ti sintam falta.
Ajuste-se e seja suficiente para si.

Afinal,
todos nós,
vez ou outra,
precisamos
de ajustes.


Debora

4 comentários:

  1. Parece que foi escrito pra mim. É incrível esse poder que a escrita tem de aproximar, identificar as pessoas. Nos fazer sentir únicos, como se aquilo tivesse sido feito pensado na gente ❤

    ResponderExcluir
  2. Texto simplesmente perfeito. Débora nunca perde o poder da palavra bem usada. Que continue assim. Linguagem simples e libertadora!

    ResponderExcluir
  3. Que singelo. Belo mesmo. Leitura que faz bem

    ResponderExcluir
  4. Mensagem de paz!

    ResponderExcluir

arrows0d7e3.png arrow9ae45.png construction3263b.png
© Palavra Versátil | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.